Para os bons tenistas, treinar bem é confiar na técnica e saber que na hora que precisar, suas armas estarão lá…

 

Quantas vezes ao longo do dia nos damos conta que estamos fazendo uma coisa e pensando em outra, com os tenistas também é assim. Somos bombardeados com estímulos de tudo quanto é lado e, por isso, está cada vez mais difícil estar de corpo e alma em uma única atividade.

O tenista Kirmayr

Carlos Alberto Kirmayr

Para os adolescentes, esse desafio é ainda maior. Nessa fase, a dispersão ainda é mais comum. Eu sempre chamei isso de intensidade. Não intensidade no sentido de força, mas sim no sentido de ser intenso em tudo o que se propõe a fazer.  As pessoas intensas são aquelas que se doam por completo ao encarar um desafio ou mesmo realizar uma atividade do cotidiano.

Quando observo os jovens tenistas aqui no CTK percebo logo nos primeiros 15 minutos de treino se teremos um treino pra valer ou não.  Nesse início de treino já dá para perceber a intensidade do atleta. Se ele está ali, alerta a todos os detalhes, concentrado, querendo tirar o melhor proveito daquele momento, buscando aprimorar as técnicas.

Nem sempre é assim. Quando não estamos 100% dedicados e presentes no treino, as consequências não demoram muito a aparecer. Normalmente, é nessa situação que o atleta se descuida de uma técnica e, às vezes, o erro acaba se tornando um hábito. Aí a coisa complica. Você pode imaginar o quanto é difícil mudar um hábito já estabelecido?

Por outro lado, se você está ali focado, presente no treino, atento as instruções, com vontade de acertar, disposto a errar quantas vezes forem necessárias para aprimorar cada movimento, a evolução é inevitável.

Costumo dizer que no tênis é exatamente como na datilografia. Se você aprendeu a teclar sozinho e usa apenas dois ou quatro dedos para tocar o teclado você vai conseguir escrever sem problemas. Mas se você aprendeu desde o início usar os dez dedos para datilografar, certamente você estará cada vez mais perto da excelência dessa atividade. Porém, depois de acostumar usar apenas dois dedos ao teclado, é muito mais difícil incorporar  a técnica correta.

Pensando bem, acho que além do tênis e da datilografia podemos aplicar essa lógica a todas as ações desenvolvidas pelos jovens que estão aqui no CTK . Também para os que não estão, mas que, por exemplo, desejam concluir seus estudos com excelência ou desejam tocar um instrumento musical. Enfim, acredito que fazer as coisas com intensidade e vontade além de ser mais prazeroso, gera sempre melhores resultados.

Quantas vezes perdemos nosso tempo, batemos cabeça, criamos mal hábitos e sofremos as consequências sem nos darmos conta da real causa do problema?

Ao treinar com intensidade, os atletas aprimoram as técnicas e aos poucos vão ganhando confiança. Nos momentos cruciais, eles sabem que podem contar com aquilo que treinaram. Eles tem armas consolidadas para enfrentar as mais diversas situações. Já, aqueles que se desenvolveram baseados em improvisos e mal hábitos, infelizmente, nos momentos decisivos ficarão na mão.

 

Carlos Alberto Kirmayr

 

No Feriadão do Dia do Trabalho

Venha para o Kirmayr Prep WEEKEND

Sua oportunidade de jogar muito tênis, conhecer o intercâmbio Kirmayr Prep School, de interagir e trocar experiências com os atuais alunos.

Intercâmbio

Intercâmbio – Kirmayr Prep Weekend no Feriadão do Dia do Trabalho

 

Clínicas de Tênis Kirmayr – Inverno 2018

Aproveite as vantagens de antecipar a sua inscrição.

 

E-BOOKS GRATUITOS 
Leia e compartilhe com seus amigos

Seu filho em uma universidade americana e com bolsa de estudos? CLIQUE AQUI

Você quer ser um tenista profissionalCLIQUE AQUI

Você é um bom aluno e quer fazer uma universidade americana? CLIQUE AQUI

Produzido por

Sellketing – Agência de Marketing Digital