Diretora do Kirmayr Tennis Experience fala sobre a importância do esporte na educação de crianças e adolescentes

 

A prática do esporte traz diversos benefícios para a saúde física e mental. Mais do que isso, ela pode ser uma grande aliada dos pais na educação dos filhos pequenos e também dos adolescentes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que dos 5 aos 17 anos sejam realizados pelo menos 60 minutos de atividade física diária, seja ela moderada ou intensa. Independentemente da intensidade, a prática constante de uma atividade esportiva só traz ganhos  extras para a saúde física e mental dos jovens.

Conforme explica Cecília Yoshizawa Kirmayr, diretora do Kirmayr Tennis Experience, investir e canalizar a energia das crianças  em esportes ajudará a melhorar a coordenação motora, aprender a trabalhar em equipe e também a cumprir regras.

“Os pais iniciarem seus filhos no esporte é um ato de amor. A natação, por exemplo, é importante para evitar acidentes. Independente do esporte, há benefícios para toda a família”, ressalta Cecília.


Lidando com o “não”

Não

Lidando com o não!

Com a correria do dia a dia, os pais acabam passando menos tempo com os filhos e nos poucos momentos que podem desfrutar juntos evitam falar “não”, mesmo sabendo que pode ser um grande problema. Cecília comenta que os pais desejam o melhor para os seus filhos e isso é natural, mas jovens que não sabem lidar com negativas podem ter diversos problemas no futuro.

“Na minha opinião, o esporte é o melhor professor possível para ensinar a lidar com as frustrações e também com as negativas, porque o corpo ainda destreinado da criança não consegue repetir o mesmo golpe, chute ou estilo dos ídolos que ele vê na TV e no YouTube. O melhor é quando a criança percebe que pode melhorar e depende só dela se esforçar. Logo ela entende que o esporte gratifica a pessoa que treina e se dedica, percebe que a bolinha começa a obedecer, o chute tem mais pontaria. O tempo, na natação, ainda não é igual ao do Phelps, mas vai caindo!  Quando percebem isso, nossos filhos aprendem como funciona a vida real. Ao lidar com as frustrações que eles mesmos conseguem soluções, melhoram a autoestima e obtêm a confiança que os levam a superar os obstáculos”, diz a diretora.

Além disso, muitas vezes em casa não há regras delimitadas, enquanto no esporte é tudo muito claro e, caso as normas não sejam cumpridas, há uma penalização. “O esporte é um grande aliado dos pais”, ressalta Cecília.


Outros benefícios

De acordo com dados da OMS, o número de crianças e adolescentes obesos passou de 11 milhões, em 1975, para 124 milhões, em 2016. A prática de atividades físicas regulares, aliada à uma alimentação balanceada, ajuda a enfrentar esse grande problema.

Esporte

Esporte não apenas para a aparência!

Além da saúde, o esporte também atua em outras áreas, como na socialização, uma vez que por meio dele é possível conhecer pessoas e fazer novos amigos.

Os benefícios não param por aí: em um teste de vestibular, por exemplo, os adolescentes que praticam esportes conseguem ter autoconfiança, pois aprendem a lidar com a pressão, e acabam tendo melhores resultados do que outros jovens que estudaram bastante, mas não conseguem enfrentar essas situações. “Isso vale também para a vida adulta, há empresas que preferem candidatos que tenham praticado algum esporte pelo mesmo motivo”, comenta.

Geração conectada

Tênis Conectado…

Uma das características das novas gerações é a conectividade. Segundo a pesquisa TIC Kids On-line, do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), 24,3 milhões de brasileiros entre  9 e 17 anos têm acesso à internet. Para Cecília, a tecnologia é uma grande aliada do esporte. “A tecnologia atrai pelos desafios que ela proporciona, assim como os jogos esportivos. Embora algumas vezes ficar no sofá de casa seja um grande atrativo, os jovens também descobrem na atividade física uma sensação boa e muitas vezes pedem por isso.

Eu amo tecnologia, aconselho os pais a não irem contra o inevitável, proibir o uso do celular ou computador não adianta, mas sim ensinar que sempre é possível equilibrar todas as atividades de forma benéfica e saudável”, finaliza a diretora.

 

 

Faça um Intercâmbio Acadêmico Tenístico no Brasil e dê início a uma vida internacional com muito Tênis em Universidade Americana

Intercâmbio

Faça um Intercâmbio – Clique e saiba mais

E-BOOKS GRATUITOS 
Leia e compartilhe com seus amigos

Seu filho em uma universidade americana e com bolsa de estudos? CLIQUE AQUI

Você quer ser um tenista profissionalCLIQUE AQUI

Você é um bom aluno e quer fazer uma universidade americana? CLIQUE AQUI

 

Produzido por

Sellketing – Agência de Marketing Digital